Os dias foram se passando, transformaram-se em meses, e o lobo aprendeu muitos asanas, repetido-os várias vezes. Esqueceu-se até de comer o porquinho. De quebra, ganhou um belo corpinho. Após 3 meses, colocou a cabeça no joelho, com todo o carinho. Praticando o paschimotanāsana, todos os dias, se abre o caminho.